Sapientiam Autem Non Vincit Malitia - Foto da águia: Donald Mathis Mande um e-mail para o Olavo Links Textos Informações Página principal

 

Cartas ao Globo
e a Olavo de Carvalho

Parte II :: Cartas enviadas a Olavo de Carvalho

 

De: Massimo Pampaloni <pampaloni.m*gesuiti.it> 
Data: Segunda, Julho 4, 2005 16:45
Assunto: toda minha solidariedade e oraçao

Caro Professor,

fiquei pasmo em ler a noticia que o Sr. publicou no site, acerca da covardia que O Globo fez para com o Sr. Quero lhe expressar, ainda uma vez, toda minha solidariedade e proximidade. Aqui estamos de verao, vou ter um pouco de tempo livre. Quero escrever para o site www.stranocristiano.it um artigo contando essa "bella roba". Ja' havia o projeto de lançar no site outras traduçoes do Sr., mas agora sera' ainda mais forte.

Repito ao Sr. toda minha estima e "incoraggiamento"!

Pe. Massimo Pampaloni SJ


De: Fabio Gaucho <fabio_gaucho*uol.com.br>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 17:01
Assunto: solidariedade

Olavo:

A perda foi do Globo e de nós, leitores, mais do que sua.

Um abraço,

Fabio  


De: Leonardo M. Barreira <lbarreira*globo.com>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 18:56
Assunto: Adeus ao Globo

Olavo,

É com sincero pesar que assisto sua despedida do Globo. Eu mesmo sempre achei curioso o espaço que era aberto a você pela nossa mídia, sempre tão afinada com o discurso de esquerda. Lembro especificamente de ter pensado sobre isso quando o Deputado Roberto Jefferson afirmou aos jornais que, ao falar com o ex-ministro Dirceu, este garantiu que teria condições de controlar a Rede Globo, pensei: "caramba, como esse jornal dá espaço ao Olavo?"

Sou leitor de suas colunas. Espero que continue publicando em algum veículo ou mesmo na sua própria página pessoal. Só espero que não prolongue sua estada nos EUA ou desista do embate político no Brasil. Entendo que você tem um importante papel na formação de uma postura mais crítica dos brasileiros, por exemplo, daqueles que se identificaram com sua coluna e que despertaram para o fato de que há uma manipulação descarada e lamentável da mídia e dos meios intelectuais brasileiros.

Ao despontar como um expoente intelectual, suscitando debates e a busca por uma consciência mais crítica e fundamentada, você se tornou responsável por aqueles que cativou, como no Pequeno Príncipe...

Olavo, até breve...

Cordialmente,

Leonardo


De: La Mancha, Don Quihote <igale3*yahoo.com.br>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 18:57
Assunto: E vai ser demitido do ZH também

Vi que eles estão cada vez + lhe "escanteando". Já mandei uns e-mails bem pejorativos, mas parece que entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Agora vou pegar + pesado ainda.


De: Humberto Campolina <hcampolina*globo.com>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 19:24
Assunto: Demissão de O Globo

Caro Olavo de Carvalho,

Enviei ao editor de Opinião de O Globo o seguinte e-mail:

"Sr. Editor de Opinião Aluízio Maranhão,

Este breve comunicado visa lhe informar da minha revolta pelo que estão fazendo ao filósofo Olavo de Carvalho, o melhor e o mais lúcido colunista deste jornal. Estou começando a acreditar no deputado Roberto Jéfferson quando disse na televisão que vocês são o diário oficial do (des)governo Lula. Bem, vou protestar da forma que posso: não compro mais O Globo."

Saudações,

Humberto Campolina


De: Olavo Alagia Brasil <oalbrasil*yahoo.com.br>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 19:48
Assunto: Demissao Olavo de Carvalho

Quero expor minha indignacao pela demissao do Prof Olavo, e dizer que temos que nos unir para que nao sejamos expulsos, pois agora quem a minoria e os excluidos somos nos.

Olavo Brasil


De: Norma Braga <ncgbraga*gmail.com>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 19:57
Assunto: artigo meu "Coincidência demais" sb a saída do Olavo

Oi, gente!

Escrevi de uma sentada, hoje, esse artigo, revisado brilhantemente pela minha amigona Inês. Se gostarem, façam o que quiser com ele. Não estranhem o tom não muito inflamado, pois é proposital: eu não quis parecer contundente nem revoltada, mas usar de diplomacia para alertar os mais "moderados". Fiquem também à vontade para sugestões de mudança.

Gerson, você vai reconhecer um pitaco seu no texto...

Beijão!

Coincidência demais

O colunista Olavo de Carvalho foi retirado do jornal O Globo, alegadamente por "corte de despesas". Ora, é no mínimo estranho que isso tenha ocorrido justo agora, quando a credibilidade da mídia é posta em cheque junto com a credibilidade da cúpula do governo federal brasileiro. Todos os que assistiram aos últimos depoimentos de Roberto Jefferson ouviram-no relatar a frase de José Dirceu, já famosa: "No Globo eu falo por cima. Dá para segurar." Considerando que as investigações da CPI parecem mesmo caminhar para uma confirmação do que Jefferson vem narrando, não creio ser prudente ignorar suas indicações sobre o jornal, que está entre os mais lidos do país.

Consideremos, portanto, que Jefferson tem razão, e que "segurar o jornal" – incluamos na hipótese apenas O Globo, devido aos elementos que já possuímos – signifique, segundo Dirceu, uma alimentação ideológica e/ou financeira por parte de segmentos do governo. Se isto é verdade, somos levados a concluir que sua maior motivação ou seus proventos principais não estão associados ao grande público leitor, capaz de atrair mais anunciantes, mas dependem, em primeiro lugar, de uma certa tendência politizante destinada a manter e fortalecer os mesmos homens nas mesmas posições políticas. Para fazê-lo, não se trata apenas de omitir aos olhos dos leitores os fatos que comprometem, mas também de maquiar mesmo as evidências mais diretas desses fatos, lançando mão de uma linguagem sutilmente adulterada. As pesquisas universitárias ligadas à Análise do Discurso são pródigas nesse tipo de investigação, com conclusões bastante surpreendentes sobre a ausência de neutralidade textual, mesmo nos mais poderosos veículos midiáticos.

Um desses fatos, como se viu, referia-se ao Foro de São Paulo. Negada pelo historiador Luis Felipe Alencastro em conferência internacional, a existência mesma do Foro foi também objeto de deboche por parte de alguns colunistas e autores de blogs na internet. A menção à entidade, fundada há exatos quinze anos por uma articulação entre PT e Partido Comunista Cubano, era quase que inteiramente associada à figura de Olavo de Carvalho, que parecia bancar o doido ao ser o único a alertar para uma organização esquerdista com projetos unificados para a América Latina, ligada não só a líderes conhecidos por seus feitos de caráter duvidoso, como Fidel Castro e Hugo Chávez, mas também a organizações que não falseiam suas identidades de guerrilheiras e revolucionárias, nomeadamente da Colômbia, do Chile e da Guatemala, declaradas terroristas por vários países.

Olavo de Carvalho tem escrito sobre o assunto há anos, desde antes da eleição de Lula para a presidência da República. E eis que o nosso Presidente se sente muito à vontade, hoje, para circular com esses radicais no exterior e em solo pátrio. Não deu uma resposta satisfatória ao jornalista Bóris Casoy quando este ousou perguntar na televisão, ao vivo, se as informações sobre o Foro eram verídicas. Mas hoje, quando tudo parece anunciar o desmonte do governo, com comportas abertas e intimidades devassadas, as notícias sobre o Foro já não podem ser ocultadas. A solução seria, portanto, positivá-las, com a omissão de detalhes e a negação de tudo o que poderia associar o PT a esquemas de esquerdização radical do país, conservando a todo custo no espírito dos brasileiros o mito do "Lula Light", responsável por sua eleição. Assim, hoje, em plena desconfiança geral sobre o governo e suas possíveis relações espúrias com a mídia jornalística, Olavo é dispensado do Globo, justo o jornal supostamente "nas mãos" de José Dirceu, e justo no momento em que o Foro começa a sair dos meandros de seus textos para ganhar, como no artigo do colunista Merval Pereira em 2 de julho, uma visibilidade aceitável. Parece-me coincidência demais.

Trata-se de um autor polêmico, odiado por muitos, mas, pelo teor de seus artigos, é presença mais que desejável no panorama midiático atual. Olavo não só destoa da unanimidade rodrigueana do esquerdismo light ou radical, mas tem a capacidade de compreender e prever fenômenos peculiares a nossa cultura. Era autor importantíssimo em um jornal de grande circulação como O Globo , pois oferecia uma visão crítica de muitos lugares-comuns do modo de ser e pensar do brasileiro. Ali, na página de opiniões, era a saudável voz discordante em meio ao zunzunzum monótono dos que se mostravam confiantes no Lula Light, no PT incorrupto e incorruptível, no projeto minoritário dos "radicais do partido" como o único radicalismo possível, enfim, nos esforços honestos de popularização de uma ideologia que, embora à primeira vista pareça favorecer pobres e excluídos, ao longo do tempo não hesita em lançar mão do proverbial "o fim justifica os meios" para implantar seus métodos nada democráticos. Ainda que discordem dele, os que o queriam fora da mídia não entendem a necessidade de se equilibrar o debate público com a exposição corajosa de prós e contras das soluções políticas disponíveis – até para que se evite a futura onipotência de Dirceus e Genoínos no comando do país. Sem esse debate, ficamos à mercê da unanimidade que não é apenas burra, mas voraz de poder.

Precisamos de Olavo de Carvalho, hoje mais do que nunca. Infelizmente, os editores do Globo não foram capazes de perceber que, acima de qualquer acordo financeiro ou concessão política, dos quais talvez nunca tenhamos certeza, havia o cumprimento de um dever histórico por meio dessa voz que agora se faz calar.


De: Luciana <lucianaiorio*uol.com.br>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 21:33
Assunto: Espero continuar lendo sua coluna em outros jornais...

Caro Olavo,

Que pena que a Globo não vai mais publicar a sua coluna. Acho você muito corajoso por ter dito sempre a verdade sobre este Governo. É uma pena que exista tanta hipocrisia na mídia em geral. Vou continuar acessando o seu site e espero que outros jornais continuem publicando sua coluna.

Luciana Iorio Ferraz

lucianaiorio*uol.com.br


De: Delmar Philippsen <philippsen*terra.com.br>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 21:56
Assunto: Demissão da Globo

Prezado Prof. Olavo

É com enorme repulsa e indignação que recebo a notícia que o Sr. foi demitido da Globo. Não surpreende, pois está de acordo com o comportamento canalha daquela organização. Assistir o Jornal Nacional e os noticiários e entrevistas da Globo News me davam ânsia de vômito. É propaganda pura do Lula. Como é que uma organização pode se prostituir desta forma?

O senhor poderia me fornecer o e-mail de algum canalha da Globo? De preferência algum figurão ou até mesmo o e-mail do William Bonner.

Minha solidariedade ao senhor, e continuamos a contar com a sua luta contra este bando de comunistas e canalhas do PT.  

Um abraço

Delmar Philippsen

São Leopoldo – RS


De: rafael bisch <rafaelbisch*yahoo.com> 
Data: Segunda, Julho 4, 2005 22:42
Assunto: revoltante

É um nojo o quanto a globo, atolada em dívidas, se vende ao governo federal.

Eu sempre lia suas colunas através do site do globo, mas o resto do teor das notícias sempre foi algo que fiz questao de não ler, preferindo outras fontes.

É um belo motivo para tirar o site "oglobo.com" dos favoritos da minha tela.

Que sua temporada nos Estados Unidos seja repleta de felicidades e enriquecimento à sua já vasta cultura e inteligência.

Saudações do seu leitor

Rafael Bisch

Médico oftalmologista de Porto Alegre (fazendo estágio de 1 ano em Sao Paulo)


De: wcaversan <caversan*terra.com.br>
Data: Segunda, Julho 4, 2005 23:05
Assunto: solidariedade

Recebo com tristeza e indignação sua demissão de OGlobo, porém saiba que quem perde é OGlobo que deixa de oferecer uma opinião saudavelmente discordante da burriforme cartilha do pensamento unico brasileiro. 

Hoje a liberdade de pensamento está um pouco mais pobre.

Um grande abraço

José Wanderley caversan


De: Claudio Tellez <audio*tellez.com>
Data: Terça, Julho 5, 2005 0:04
Assunto: Saudações e Cartas

Caríssimo Olavo!

Saudações! Como estão as coisas por aí? Bem melhores do que por aqui, sem dúvida. Mas é assim que as coisas têm que ser. Para usar uma expressão sua que me causou gargalhadas em uma ocasião, o Brasil continua o mesmo "balde de caranguejos".

Hoje recebemos a notícia de sua demissão do jornal O Globo. Sinceramente? Achei bom. O GLOBO NÃO MERECE UMA SÓ LINHA DO QUE VOCÊ ESCREVE. A única coisa que prestava desse jornal eram os seus artigos, mas agora utilizarei essa publicação lulística para um fim mais adequado: forrar as caixas de areia dos meus gatos.

Um grande abraço (aguardo notícias!!!) e HAPPY 4th OF JULY!!!

Claudio Téllez


De: hermanoembrazil  <hermanoembrazil*uol.com.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 1:00
Assunto: É bastante coerente...

Prezado demitido.

Antes, gostaria de dizer que estou solidário com seu regalo em Virginia Beach. (Ops! No bom sentido...) Dizer que sua demissão tem relação com o "bafafá" fedido do lodaçal que afoga esta república bananeira, é redundância demais; talvez, tenha também um quê de inveja e conspiração profissional por parte de alguns de seus ex-vizinhos de colunismo. Fora Dom Eugêrnio, é claro...

Antes do desmascaramento petista, tu já eras a cereja do bolo, aquela ameixinha em cima do pudim. Comprava o jornal só prá ler sua coluna e, muitas das vezes, depois de lê-lo, todo o restante era descartado, na sensação de que mais nada de substancioso haveria eu de encontrar ali.

Voltando à inveja, digo que, às escancaras, ficava visível o brilho cultural de seus escritos em comparação com os escritos de seus vizinhos de página. As colunas de Veríssimo, Ventura e Ubaldo - êta trinquinha fútil, sô! - pareciam escritas por colegiais em formação, enquanto que seus assuntos refletiam a maturidade de um adulto que tinha algo a dizer. Cheguei até a pensar que, igual Eric Clapton quando pendurou a guitarra por um tempo, impactado pela primeira vez com o poder da guitarra de Jimmy Hendrix, João Ubaldo e tantos outros fossem jogar a toalha.

Nesse país, quem tem algo a dizer é respeitado sim, mas depende do que se vai dizer. O som de suas palavras eram dissonantes aos ouvidos habituados apenas aos acordes da Internacional Socialista.

João - o itapariquense do Leblon - parece que só escreve de porres e sobre seu umbido; Luiz Fernando não passa de um nerd fidalgo; e Zuenir é apenas um esquerdinha chinfrin. Se ficarmos sem Dom Eugênio (apesar de eu ser protestante), o jornal O Globo servirá apenas para embrulhar o peixe da feira de domingo.


De: Marcelo Alves <malalves*hotmail.com>
Data: Terça, Julho 5, 2005 9:25
Assunto: O Globo

Prezado Olavo de Carvalho,

É pena que fica a cada dia mais difícil ler os teus artigos. O "diário oficial" vergonhosamente te retira o espaço e o que teremos no lugar? emir sader? renato janine ribeiro? chauí? Será que frente a "tsunami" de fatos comprometedores vão continuar defendendo o PT e o governo lula? Sei que aí nos EUA você está preocupado com assuntos mais sérios e interessantes que o nosso esgoto político. Mas a tua opinião é importante demais para ser cortada.

Espero que o site fique no ar e que as colunas continuem sair no Zero Hora e no Diário do Comércio.

Atenciosamente,

Marcelo A L Alves

S. Paulo - Brazil


De: Estanqueiro <mestanqueiro*yahoo.com >
Data: Terça, Julho 5, 2005 13:27
Assunto: Adeus ao Globo!

Olavo!

Amigo, não tem problema não..

Com certeza, quando nos fecham a porta, Deus nos abre uma janela.

Virginia Beach é muito melhor...

Sou teu leitor assíduo em Mídia sem Máscara. Divulgo seu site em fóruns que participo, em blogs, e discussão no trabalho.

Trabalho na Petrobras, e é muito difícil falar mal do PT lá, mas é um grande prazer, alertar essa massa alienada. Para mim, seu modo de ver a política brasileira está certíssimo. Assim como você, sou pró-americano, pró-judeu e pró-família.

Um grande abraço. 

Have nice day!!


De: nanook <nanook*ig.com.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 11:33
Assunto: lamento sua saída do Globo

Prezado sr. Olavo de Carvalho,

Acabo de ler na sua homepage que O GLOBO o demitiu. Não tenho como expressar nestas linhas o quanto devo à sua coluna. Por meio da leitura semanal de seus textos, um novo mundo se abriu para mim. Antes de ler seus artigos, eu considerava que o estudo da filosofia estava acima da minha compreensão.

Hoje consigo compreender conceitos como "substância", "acidente", "filosofia primeira", "ato", "potência", entre outros. Esta porta jamais teria sido aberta para mim se não tivesse lido seus artigos no Globo. Sou grato também pela leitura do Jardim das Aflições e da Nova Era e a Revolução Cultural, livros que me tiraram das trevas. Aguardo ansiosamente o lançamento do Olho do Sol e torço para que o senhor não se curve ante os interesses da mídia esquerdista. O senhor tem leitores fiéis que o acompanharão em quaisquer veículos que publiquem seus artigos.

Atenciosamente,

Luís

ps: não sei se o senhor aborda este fato no seu livro a ser lançado, mas o ex-padre Huberto Rohden em "O Cristo Cósmico e Os Essênios" escreveu que as religiões reveladas seguiram a rota do sol. Assim como o sol nasce no Leste e se põe no Oeste, as revelações surgiram no Extremo-Oriente, passaram para o Oriente Médio e iluminaram a Europa durante a Idade Média. Por isso, Rohden acreditava que agora o sol brilha sobre o Ocidente e que a próxima revelação irá ocorrer em nosso país, comprovando, assim, a profecia de Dom Bosco.


De: Paula Lopes <Paula*prr2.mpf.gov.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 12:00
Assunto: dúvida

Prezado Sr. Olavo de Carvalho,

Leio sempre sua coluna do Globo, e foi com pesar que li a carta de despedida.

De fato, as únicas colunas que considero serem as únicas que prestam no jornal são a sua e a do Sr. Ancelmo Góes.

Se eu fosse a assinante titular, cancelaria a assinatura em protesto.

Estou bastante impressionada com os últimos acontecimentos, e percebo um discurso quase revolucionário no tom do discurso do Sr. Roberto Jefferson e no do próprio Lula.

Observo, ainda, a situação da Bolívia, país-irmão, em que se está concretizando a revolução, o que demonstra os ares vindouros e de onde pode vir a inspiração para o Brasil.

Entretanto, a única dúvida que ainda tenho é a seguinte: se o poder está ligado ao capital, por qual motivo os ativistas conservadores (ou direitistas) são tão fracos na sua disputa, perdendo espaço para os liberais (ou esquerdistas)? 

O Muro caiu, a Rússia se mostrou um sistema falido de governo, o mundo se globalizou e, com isso, várias fusões foram feitas.

Então, se o capital - a defesa da propriedade, das empresas e da iniciativa privada - foi tão forte a ponto de conquistar tantas coisas, e se o comunismo se perdeu em seu próprio meio (como aliás também está se perdendo aqui no Brasil), como este está prevalecendo e se unindo ao capital?

Li, em um livro intitulado "O mal-estar da pós-modernidade" (acho que é esse), que na verdade é o capital que busca romper todos os preconceitos, tabus e crenças, na busca da criação de comunidades formadas por indivíduos automatizados e hedonistas, que empregam seus recursos no consumismo, em busca do prazer total e de experiências várias.

Não será que foi justamente o capital que mudou de concepção? E que agora não precisa mais de elementos e crenças sólidas, e sim de indivíduos que só pensam em si próprios e no que seu dinheiro pode proporcionar através de uma sociedade consumista em que não se apresentam limites?

Não sou socialista, nem comunista. Apenas acho que o capital não se interessa mais pelo conservadorismo e, portanto, deixou de lado seus antigos aliados conservadores para se unir com os comunistas frustrados, que pensam estar atendendo àquela causa perdida quando, na verdade, colaboram para o enriquecimento das multinacionais e dos mega-conglomerados econômicos.

À superior consideração.

Em tempo: é impressão minha, ou a revolução está a um passo? Pois, se o "lulismo" é maior que o "petismo", se o Congresso está todo vendido, e na gaveta do Sr. Bob Jefferson, e se o Sr. Bob pretende se unir ao Lula, sem troca de cargos e sem outros interesses, apenas por 'acreditar na causa', não será esse um convite à Revolução, e à convocação de Assembléia Nacional Constituinte?


De: Marcio Felgueiras <mfelgueiras*santosadv.com.br>
Data: Quarta, Junho 29, 2005 10:40
Assunto: demisão

Prezado Olavo,

Lamento muito sua demisão de O Globo. Pior para os cariocas.

Agora minha única fonte de contato com suas idéias será seu site.

É uma pena. Abraços.

Márcio Felgueiras


De: Lift Link <calatrio*terra.com.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 17:30
Assunto: Sentimentos…

Caro Olavo de Carvalho,

Comentei várias vezes com minha esposa sobre seus artigos. Lemos alguns juntos e ficava surpreso de serem publicados no jornal "O Globo". Embora não o alcance ou compreenda muitas vezes o que escreve, procurava absorver cada palavra. Reconheço que fui despertado para a visão de algo que parecia escondido do meu conhecimento.

Neste momento, absorvendo o impacto da notícia, mesmo que de certa forma já esperado, só tenho a lhe agradecer, desejando que possa superar esta demissão reorganizando o seu orçamento doméstico e sem dúvida, continuar lendo suas idéias em outro veículo de comunicação. 

Saudações,

Hermés de Azevedo


De: Mauro Caramico <mclaw*uol.com.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 13:07
Assunto: Abraço.

Caro Sr. Olavo, bom dia.

Leio-o há algum tempo (pouco mais de um ano), desde que, atraído pelo inventivo título, comprei o "Como Vencer um Debate...".

Agora decidi mandar-lhe este e-mail, primeiro, para dizer que a sua demissão d'O Globo, chateou-me, sinceramente. Espero, contudo, que continue a escrever com a mesma regularidade.

Outra razão é que parei de fumar há muito tempo (mais de quatro anos, assim que minha primeira filha nasceu), e encontrei num CD da moda, na Argentina, um poeminha muito bacana, sobre o cigarro. Leio-o com certa nostalgia, e creio que o senhor - se os EUA ainda não lhe tiraram o gosto - o lerá com mais prazer:

Volutas de Humo

Salvador Angel Molinari (alias Tito)

Volutas de humo que flotan
Alrededor de mi cuerpo
Con que simpleza se desintegran
En cuanto las toca el viento
Conversar, conversar con vos quisiera
Decirte, decirte lo que yo siento...
¿Por qué siempre te necesito
Cuánto más solo me encuentro?
Éste, éste, tu encanto fatal
Es lo único que no entiendo
Sabiendo que, poco a poco
Mi vida estás consumiendo...
Cigarrillo forrado de blanco
El color de la pureza y,
¿Qué llevás en el alma? Lo negro...
¡Cuántos somos los que nos aferramos
A tus pitadas profundas y exhalamos de una vez!
(Mientras tragamos tu veneno...).
Apartarte, apartarte yo quisiera
Pero sé que no puedo
Porque en cada devenir de esta vida que padecemos
En mi propia cobardía más me aferro
A tu maldito veneno...
Te tomé como juguete de purrete
Y hoy, que sos parte mía
No sabés cuánto me arrepiento
Ya sin vos, ya sin vos no sé vivir
Porque sos mi companero
Ese amigo que busqué en la noche solitaria
Mientras contemplaba los cielos
Y que hablaba de mis sueños, mis tristezas y alegrías
Mientras vos, poco a poco
En mis dedos te consumías
Y así, así me quitaste el aliento
No me dejás respirar
Manchaste todos mis dedos
Y por dentro devoraste gran parte de mi cuerpo...
Pero, ¿qué te puedo reprochar?
Si fuiste mi compañero...
Y otra vez, otra vez te vuelvo a encender
Y mientras miro tus volutas de humo
Que envuelven todo mi cuerpo
Te tengo que decir, a mi pesar
Que seguís siendo mi mejor compañero...

No meu blog ( www.diacronico.blogspot.com ) coloquei um link para o texto lido pelo autor, em espanhol de Buenos Aires, e com bandoneón ao fundo. Se tiver tempo e paciência, estou certo de que gostará.

Abraços,

Mauro.


De: Cristina Saori Asazu <crisasazu*hotmail.com> 
Data: Terça, Julho 5, 2005 14:52
Assunto: O Globobo

Prezado Senhor,

sou leitora assídua de suas colunas no O Globo, Folha, Zero Hora e em outras publicações e, para dizer a verdade, uma profunda admiradora de seus trabalhos. Receava que os outros jornais tomassem as mesmas medidas discriminatórias que Época tomou, mas sabia que a exclusão era inevitável, que era apenas uma questão de tempo, que aqueles que não aderem ao consenso não sobrevivem no Brasil. A tática é recorrente em qualquer área, não apenas no jornalismo: apertar no bolso, de modo que o dissidente seja obrigado a aderir ao consenso por uma questão de sobrevivência - ou para não sucumbir à loucura.

"If you can not find your future where you are at, if all the possibilities for success is limited, it is time to you to move somewhere with courage and fight for your dream", diz Rush Limbaugh, famoso radialista nos EUA. Seria uma perda irreversível para o Brasil se todos os intelectuais inorgânicos no sentido atribuído por Gramsci saíssem do país, mas um país que já não têm consciência da perda, que se orgulha de ignorar e pisotear a dose de verdade que lhe é oferecida, por menor que seja, aderindo ao primeiro consenso chique do momento, não mais merece ter em suas terras um filósofo do porte de um Olavo de Carvalho. Que o Brasil siga o seu destino em direção a Gomorrah e carregue como Sídifo a rocha da mediocridade. O senhor, no entanto, tem a tarefa crucial de terminar uma obra filosófica, notadamente os estudos sobre Aristóteles, e deixar um legado para aqueles que buscam uma pequena iluminação nas trevas da ignorância e da desordem. Se o Brasil não vos acolhe para realizar essa monstruosa tarefa, por favor, procure outro lugar sob o sol e esqueça o Brasil.

Um abraço e boa sorte,

Cristina Asazu


De: luciooliveira <luciooliveira*digizap.com.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 15:07
Assunto: Demissão

Tem nada não. Lerei seus atigos no seu site. Será que a rede Globo vai proibir? Aliás, reforço seu desfecho: "o Globo que se dane".

Cordiais saudações.


De: Alvaro Constantino Borges <alvarocborges*gmail.com> 
Data: Terça, Julho 5, 2005 18:31
Assunto: Para que as idéias voltem a ser perigosas...

Estimado professor Olavo,

Em meio a notícia súbita de que o senhor foi expulso do jornal Globo, desde já deixo o meu sincero apoio a sua pessoa, e as suas idéias. Sou um leitor que acompanha quinzenalmente suas colunas no jornal Zero Hora. E há alguns anos atrás tive contato com um exemplar do seu Imbecil Coletivo, e com certeza esta obra me fez abrir os olhos e encarar o meio acadêmico e "intelecutualóide" de uma forma muito mais crítica. Destaco sem sombras de dúvida que este foi um dos livros mais influentes em minha bibliografia, isto antes de ler o Jardim das Aflições. Livro o qual leio com alguma freqüência para oxigenar minhas idéias. E a cada leitura me espanto com passagens mesmo que datadas (para um melhor entendimento de contexto) que ainda hoje permanecem atuais. E graças as suas citações outros autores hoje me soam comuns e não mais desconhecidos, caso este de René Guenón e tantos outros.

Sou-lhe muito grato.

Acompanho assiduamente o seu site pessoal lendo os seus textos, porém nunca nestes anos lhe remeti qualquer tipo de mensagem. Até hoje...

Bom, este episódio recente envolvendo o jornal O Globo, vem provar o quanto as suas elucidações são incomodas para uma parcela desta nossa sociedade que procura em vão deter o poder das idéias em nosso país.

Isto claramente me remete ao lema Situcionista, de que as idéias devem voltar a ser perigosas. O que nitidamente o senhor faz com maestria em seus textos, apresenta perigo com suas idéias. E isto provoca a nata acomodada, crédula de que pode mandar e desmandar, semeando a semente da desinformação. E podemos ver nisto a prova do quanto sua caminhada esta surtindo efeito. Sem nem sequer entrar nos detalhes, de que hoje é impossível não relevar a importância do FORO de São Paulo, fato já denunciado em suas colunas, e que muitos usaram para motivos de chacota contra a sua pessoa. Pelo menos hoje, estes estão sentindo o gosto amargo do sangue, ao morderem as suas línguas calejadas por desdenhar um fato incontestável e comprovado, achando que poderiam enganar muitos por tanto tempo.

Não gostaria de me alongar por mais, e sim aguardar que este tempo seja o suficiente para que o senhor nos brinde com um novo título em breve. Fico no aguardo de uma publicação tanto de ensaios inéditos, quanto de uma coletânea de textos já publicados, mas não lançados no formato de livro.

Com grande estima e um afetuoso abraço,

Álvaro Constantino Borges

Obs.: Peço que o senhor desconsidere possíveis erros de concordância, pois não revisei o conteúdo deste e-mail. Acredito que fazendo isto poderia acabar por podar minhas idéias, e a intenção é a de lhe escrever de forma informal e o mais rápido possível.


De: Roberto Martins Ferreira <kttmartins*globo.com>
Data: Terça, Julho 5, 2005 19:01
Assunto: solidariedade

Prezado professor.

Acabei de ler, estarrecido, a notícia da sua demissão.

Estou escrevendo um e-mail para O Globo e registrar a minha indignação.

A sua coluna é um dos pontos altos do jornalismo brasileiro. Poucos há com a sua acuidade intelectual e menos ainda com o seu destemor. 

Só posso lhe dizer uma coisa: continue como o senhor sempre foi e eu e os seus leitores sempre o acompanharão

Atenciosamente

José Roberto Martins Ferreira


De: Lucas Ramos Leandro <lucasleandro*uol.com.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 19:27
Assunto: Demissão de O Globo

Caro Olavo de Carvalho, estou inconformado com a sua demissão do jornal O Globo. Tenho uma grande simpatia por você e reconheço que se cresci como ser-humano hoje, foi por sua causa. Talvez você não se lembre, mas pouco depois do início da Guerra ao Iraque te mandei um e-mail, bem-educado, é verdade, mas demasiadamente pretensioso, no qual questionava suas posições a respeito daquele acontecimento. Quando recebi sua resposta, percebi o quanto eu era ignorante. Com um texto simples, você quebrou todos meus argumentos e me contou uma pequena história falando sobre aqueles que não acreditam no conceito de guerras justas. Desde então minha visão de mundo mudou radicalmente. Passei a ler assiduamente MSM e sites de conteúdo liberal-consrvador como Diego Casagrande, além de sites internacionais nos quais pude aprender bastante sobre o liberalismo econômico. Também mantive contato com Rodrigo Constantino, que, com seus artigos, me revelou a falácia e a hipocrisia dos esquerdistas.

Hoje, ao ler a notícia de sua demissão, fiquei, de fato, muito triste. É uma perda tamanha para o Globo. Aliás, o que sobrará daquele jornal? Você me ensinou muita coisa e grande parte desse conhecimento levo para minha vida de estudante universitário de jornalismo, apesar de ser uma luta constante, devido a verdadeira hegemonia do pensamento de esquerda em nossas universidades.

Me perdoe o texto curto, devido à falta de tempo. Mesmo assim não poderia perder essa oportunidade de te prestar as mais humildes e sinceras homenagens.

Grande abraço, continue lutando...


De: Marcos Duarte <marcos.duarte*polocapital.com>
Data: Terça, Julho 5, 2005 20:17
Assunto:

Meu caro Olavo

Por azar nunca tive a oportunidade de assistir a nunhuma apresentação sua, porém sinto-me um pouco seu amigo. Amigo e fã! Deve ser fruto das leituras de sua coluna aos sábados. Confesso que dividia as minhas atenções com a parte do jornal que fala dos feitos esportivos dos homens.

Porém era realmente gritante a dicotomia Olavo/O globo. Não podia dar certo! Muito antagonismo no mesmo espaço. De certa forma eu admirava o Globo por isso. Agora não mais!

Parece-me todavia que escolheram um momento emblemático para realizar "mudanças" no globo. O PT exorciza os Delubios/Silvinhos e a imprensa faz a parte dela, pelo menos as organizações Globo.

Desejo muita sorte

Do seu leitor

Marcos Duarte


De: Marli Mogueira <marlinogueira*terra.com.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 22:46
Assunto: CARTA AO GLOBO

Olá, meu guru! Fiquei feliz ao ler seu "Adeus ao Globo" porque pude sentir que a sua demissão não o deixou tão abalado quanto eu temia. Melhor assim. Afinal, diz o "velho ditado" que "mais tem Deus pra nos dar que o Diabo pra tirar!".

Mas como eu fiquei indignadíssima com esse negócio (uma verdadeira canalhice), a ponto de ter que tomar um Valium para conseguir dormir ontem, aí vai a carta que enviei hoje para a redação do jornal.

Beijão pra você e pra Roxane. Com muita, mas muita saudade mesmo, viu?

Marli


De: narizgelado <narizgelado*uol.com.br>
Data: Terça, Julho 5, 2005 23:59
Assunto: Adeus ao Globo

Prezado Olavo,

Fico triste porque não teremos mais a sua coluna a iluminar o diário oficialesco. Mas estou certa de que, assim como hoje você está curtindo atividades mais agradáveis do que escrever para o Globo, logo estará encontrando dezenas de opções mais rentáveis.

Desejo que a nova fase seja produtiva e feliz. Não posso pensar que haja algum lugar melhor para um intelectual do que um país onde tudo funciona.

Abraço,

Nariz Gelado

http://www.narizgelado.blogger.com.br


De: Walter Longo <wlongo*synapsys.com.br>
Data: Quarta, Julho 6, 2005 0:47
Assunto: Não foi surpresa

Caro Professor,

Tenho sido um fã, à distância, de sua visão abrangente e realista, determinação obstinada e coragem quase suicida. Estive sempre no fundo dos auditórios onde o sr. proferiu palestras, saboreando cada palavra bem colocada, num discurso verdadeiro e contundente, admirando com prazer o olhar assustado dos outros companheiros de platéia.

Acompanho seu site (sinto que o blog não tenha avançado muito!) onde se resume todos os seus artigos, cartas e documentos. Sigo de perto o MSM, idealizado pelo professor e hoje alçando vôo próprio, repleto de colaboradores de idéias e coragem semelhantes.

Enfim, talvez o Sr. não tenha idéia da importância que acabou assumindo em minha vida intelectual e na forma como encaro o mundo. Por isso, foi com indignação que tomei conhecimento da interrupção de seus artigos no O Globo. Não que isso me surpreenda. Tive toda uma vida dedicada a avaliar e criticar a hegemonia e poder dos Marinho no setor de comunicação. Achava que isso seria prejudicial ao setor, ao país e, no final, a eles mesmos. O que acabou se comprovando com o enorme deficit assumido pela Globopar. Aliás, essa tem sido a história dos monopólios. Eles primeiro acabam com o mercado e, em seguida, com o próprio monopolista.

O que me indigna mais, porém, é que se havia alguém que previu o enorme mar de lama em que hoje se encontra o PT, esse alguém é o Professor Olavo de Carvalho. Sendo assim, se havia um momento mais infeliz para O Globo tomar essa decisão, seria agora, quando a tese se confirma e as verdades, assim como os cadáveres no curso de um rio, acabaram vindo à tona.
Talvez leve tempo para o mercado avaliar o equivoco da decisão. Talvez o mercado nem chegue a essa conclusão. Isso não importa. Importa, sim, que o que devia ser dito e escrito, o foi. Com coragem e certezas que o tempo se encarregou de comprovar. Seu trabalho foi feito, e estará lá, para sempre na história desse jornal. Um dia, o devido valor será dado a ele. E isso é o que vale a pena.

Um grande abraço e obrigado por ser exatamente como é.

Walter Longo

P.S.: Fiquei sabendo que o Professor está morando na Virgínia. É definitivo ou por apenas um período? Se for definitivo fico triste mas não o censuro. O Brasil acabou intelectualmente. E vai levar um tempo para que essa situação se altere. Até lá, curta as tardes ensolaradas de Virginia Beach


De: Marko Ajdaric <ajdaric*litoral.com.br >
Data: Quarta, Julho 6, 2005 6:10
Assunto: Parabens por seu adeus

Só peço que um dia repense chamar o OI de 'de esquerda'

Tá certo que não existe esquerda neste rincão de terra chamado Brasil, mas não precisa colocar gente decente (uns 4 ou 5, reconheço) no mesmo barco do pernóstico senhor Dines, que no máximo, é dinesista.

Atenciosamente

Marko Ajdaric

ex-responsável por coletar notícias sobre jornalismo para a ABI, como pode ser atestado por este link
http://www.abi.org.br/destaques.asp?id=115
Editor do Neorama dos Quadrinhos
A maior newsletter da Nona Arte do Mundo
http://www.neorama.com.br/


De: Mozart <mozartgo*mitra.psi.br>
Data: Quarta, Julho 6, 2005 10:56
Assunto: solidariedade

Prezado Prof.

Eu tb fui demitido, mais uma vez, do jornal A VERDADE DE TERESÓPOLIS onde escrevi durante algum tempo após ter passado da mesma forma por todos os outros, com exceção de um que sempre foi lambe-botas de quem estivesse no poder, invariavelmente corruptos ou bandidos do crime organizado. Fui sumariamente demitido sem qq comunicação, simplesmente pararam de publicar as matérias que enviava via internet. Com 2 semanas perguntei o que estava havendo e nada, até que um dia um dos donos resolveu me dar uma satisfação dizendo que os poderosos da cidade, leia-se uma vereadorazinha recém-eleita e seu marido, exigiram que eu fosse demitido. Para mim, uma honra porque não me permito aplaudir nulidades e congêneres só porque têm um rosto bonitinho ou algo mais...

Portanto, embora a direção seja por inteiro petelha, sempre afirmou que eu jamais seria censurado, que tinha total liberdade, mas os interesse superiores...em nome da sobrevivência do jornal, falaram mais alto. Só sugiro que troquem de nome, não é mesmo, porque lugar de mentiroso é na MENTIRA DE TERESÓPOLIS...

Um grande abraço.

Mozart Guariglia de Oliveira

Teresópolis - RJ



De: Onildo B. Santos
Data: Quarta, Julho 6, 2005 11:05
Assunto: Adeus ao Globo

É uma coincidência quase poética essa demissão de "O Globo" ter ocorrido no dia 4 de julho. Não sei se esperaram a data da declaração de independência dos EUA para fazerem isso, ou se foi por que agora o Foro de São Paulo passou a "existir".

Eu quero agradecer ao senhor pelo seu excelente trabalho em "O Globo". Leio todos os seus artigos desde meados de 2002 (com os artigos sobre paralaxe conceitual). Com o senhor eu conheci o Mortimer Adler, e o pensamento liberal. Comprei alguns livros da Liberty Fund e acompanho mais de perto (cada vez mais perplexo) o festival de hipocrisia que assola o país.

Ao ler seus artigos sobre política eu o achava duro e até grosseiro (nunca insincero). Hoje, três anos depois, acho que o senhor pega até leve em virtude das atrocidades e verdadeiras grosserias que temos visto ultimamente. Eu sequer acreditava no Foro de São Paulo e a medida que o tempo passou fui vendo que não era apenas um site obscuro na internet, mas uma organização com poderes visíveis e com atuação rastreável. E ficava cada vez mais pasmo de ver a imprensa ocultando isso do grande público.

O que o jornal "O Globo" fez só serve para provar que o senhor sempre falou a verdade sobre o nosso país. É desalentador saber o caminho que a nação está trilhando e o caminho que a imprensa está escolhendo seguir.

Como testemunha de Jeová sou neutro politicamente. Creio que quando Jesus disse: "Meu reino não faz parte desse mundo" e "não deveis fazer parte do mundo assim como eu não faço parte do mundo" envolve política.

Ainda assim, não posso ser indiferente ao que está acontecendo no Brasil e no mundo. Tenho uma enorme dívida intelectual com o senhor que nunca poderei pagar.

Estou avaliando se continuarei a ser assinante do Globo. Afinal, se sou neutro politicamente, acho que não devo apoiar uma organização claramente socialista.

Muito obrigado por tudo e continuarei acompanhando seus artigos em seu site e no MSM.

Abraço e continue o bom trabalho. Precisamos de pessoas como o senhor.

Onildo B. Santos
Programador Senior


De: Ten Alves <alves*dec.eb.mil.br>
Data: Quarta, Julho 6, 2005 13:03
Assunto: Vergonha Nacional

Lendo o mídiasemmáscara desta data (06 Jul 05) a despeito de sua despedida de o GLOBO, fico envergonhado em ser brasileiro, mesmo porque ao me deparar com corruPTos (o PT é maiúsculo mesmo) sentimos uma terrível sensação que dificilmente descobriremos o caminho de volta. Nosso Brasil está na lama, contudo o grande alento é que essas figuras que se proclamam éticas tais como Zé Dirceu (vulgo Daniel), Zé Genoíno (vulgo Geraldo), Dilma Roussef (Patrícia,Wanda ou Luiza) etc ......e outros marginais que ora se encontram no poder, não conseguiram transformar nosso país em uma imensa CUBA.

Francisco Alves

Brasília-DF


De: Adalberto Burlamaqui Lopes <betalba*terra.com.br>
Data: Quarta, Julho 6, 2005 17:08
Assunto: cumprimentos

Prezado Sr. Olavo

Não tenho o prazer de conhecê-lo pessoalmente, mas acompanhei sempre sua coluna em ZERO HORA e também minha esposa.

Recebi agora um e-mail de um amigo onde consta sua demissão da revista, como já havia acontecido com o Globo - o Diário Oficial da PT - NAS SUAS PALAVRAS, QUE ENDOSSO!

Sou um ex-cadete da FAB, de 1945 e hoje, além do contato permanente com ex-colegas de farda, faço parte, com muita honra, da página RESERVAER na Internet e já mandei vários artigos para ela.

Além disso, o GTMELO e o APADDI também se comunicam comigo, quase diariamente.

Os acontecimentos recentes na política nacional, vem apenas corroborar minha opinião, a sua e de muitos outros verdadeiros brasileiros que se preocupam com as mentiras do dito partido do Povo!

Embora por linhas travessas e não sendo exatamente a pessoa indicada moralmente para fazer o que fez, o Deputado Roberto Jefferson está sendo o "Pedro Collor"!...

Estou torcendo para que essa CPMI REALMENTE CUMPRA COM SUAS FINALIDADES, e ao final consiga-se o que este país está precisando urgente: o impeachment do ex-metalúrgico!

Continue, prezado amigo, na sua luta usando de todos os meios, com sua privilegiada inteligência, para que este país volte à sua normalidade democrática e faça sumir esses aproveitadores e bandidos que temos no comando.

Fico a seu inteiro dispor e mais uma vez cumprimento-o por sua coragem.

Um abraço do

Adalberto Burlamaqui Lopes
betalba*terra.com.br


De: Mauricio Gerude <mgdc*superig.com.br>
Data: Quarta, Julho 6, 2005 20:33
Assunto: O Globo

Prezado Prof Olavo,

Não sou leitor do Globo e desqualifico sua linha editorial, somente o comprava nos dias da sua coluna, agora perdi esse prazer e não mais comprarei esse jornaleco. Perdemos todos, não desista, como dizia meu velho avô: " Enquanto existir bambu, vamos fazer flexa ".

Meu forte abraço

Mauricio Gerude


De: Antonio Ivan Athie <aiathie*uol.com.br>
Data: Quarta, Julho 6, 2005 17:40
Assunto: Parabéns

Prezado Sr. Olavo,

Sou seu leitor assíduo, há uns três anos. Frequento seu site.

Em meus modestos escritos, lançados no meu site, fiz várias referências a argutas observações de sua autoria.

Esses meus escritos, ressalto, foram e são ainda feitos sob o impacto da injustiça, profunda injustiça que tenho experimentado, acolitadas de início pela Globo, e depois por ela mesmo patrocinada, eis que interessada em ver prevalecidas sua mentirosas versões. Agiu, e eficazmente, nos bastidores, visando oficializar perseguição. Criminalizaram decisões cíveis, innstigaram o STJ a rever em âmbito criminal a justiça ou não de decisões cíveis. Isso é gravíssima incursão em opinião de juiz, e de pessoa. Tristes tempos, mas aguardo decisão do Supremo Tribunal Federal, que espero - há mais de ano - liquide o assunto.

Ao saber de seu desligamento da Globo, a qual considero um cancer do nosso país, tenho de parabenizá-lo. Sem embargo de nessa empresa existir, evidentemente, gente de bem, a enorme maioria parece que não o é. Com sua saída, sobram uns poucos minguados.

Um único reparo, se me permite, numa sua afirmação contida no "Adeus ao Globo": "Mas, enfim, não há nada de estranho no que aconteceu. Ninguém ignora que O Globo é o Diário Oficial do lulismo, que minha presença lá era uma aberração e uma incomodidade. Agora voltou tudo ao normal." A Globo é também o Diário Oficial da mentira. Parabéns, um jornal inidôneo não merece tê-lo em seu quadro.

Cordiais saudações.

Antonio Ivan Athié


De: Horacio Santos <horacyo*oi.com.br>
Data: Quinta, Julho 7, 2005 0:52
Assunto: SURPRESA DESAGRADAVEL

Caro professor Olavo de Carvalho

Li o seu adeus ao jornal O Globo e nao pude acreditar. Lembro-me bem de sua saida da revista Epoca. O meu consolo vem de sua homepage, que nao deixo de visitar. Espero que suas atividades, a despeito desse ultimo contratempo, continuem vicejando. Os justos hao de triunfar.

Abraco.

Horacio.

(Desculpe pela falta de acentuacao, meu teclado esta desconfigurado)


De: Lico <lyco*onda.com.br>
Data: Quinta, Julho 7, 2005 0:53
Assunto: SE O globo É CONTRA A VERDADE, DANE-se o globo...

Caro Mestre,

Acabei de saber pelo seu site de sua demissão. Que essa merda de jornal e organização não O merece acaba de ser compravado.

Minha total solidariedade a sua pessoa.

A única coisa que eu lamento é a falta que a sua luz através do papel que essa porcaria de jornal imprimia, fará nas mentes de tantas pessoas.

Sinto uma enorme saudade das suas participações no Midia Sem Máscara aos domingos pela TV. Já achou um jeito de poder participar ai dos States?

Jesus A VERDADE em pessoa também não dipos de qquer meio de comunicação em massa. Mas a VERDADE é um vírus que contaminou seus doze amigos e ela se espalhou.

Querido Olavo, com certeza você tem mais onze amigos além de mim.

Já li mais da metade dos seus artigos do seu site, e onde posso tenho-os comentado na tentativa de que nós brasileiros possamos melhor entender a realidade, que o hoje virou ficção nessa terra.

Sempre aguardando a publicação no seu site de seus novos insights

mando meu caloroso abraço

Luiz Carlos Orlande

Curitiba-PR

*PS você não foi demitido, a VERDADE é que demitiu-se de um rolo de papel usado chamado globo.


De: CarlosAB <cabes*clicnet.net>
Data: Quinta, Julho 7, 2005 8:53
Assunto:

Prof. Olavo,

A partir de hoje, não leio Globo nem pela internet.

Solidarizo-me com o senhor, porque também fui condenado e perseguido por pensar diferente.

Aqui no Rio Grande, nos dizemos que o Senhor "soltou as amarras".

Parabéns. Consciências não se compram e nem se vendem.

UM abraço.

Carlos Alberto Beschorner

Porto Alegre

PS: Enviarei meus protestos ao Globo.  


De: CARLOS GLOBO <calbaptista*globo.com>
Data: Quinta, Julho 7, 2005 8:58
Assunto: Sua despedida do O Globo

Prezado Filósofo e incomparável Jornalista. Leio, entristecido, a notícia de sua demissão. Mais um prazer que deixo de ter, o de ler sua coluna aos sábados. Sou ex-comandante da Aeronáutica. Estive presente a uma de suas maravilhosas palestras, no Clube Militar, ocasião em que o Cel Juarez anunciou minha presença, informando que eu lhe havia concedido a Medalha do Mérito Santos-Dumont, lembra? Informo que o fiz com a unanimidade efusiva dos meus companheiros do Alto-Comando, em reconhecimento aos seus méritos, o principal deles, sem dúvida, a coragem de denunciar os descaminhos que os ideólogos primatas ainda tentam impor a este sofrido povo brasileiro. Permita-me propor-lhe uma alternativa em sua rota: nós, militares, sempre ansiamos por ter uma oportunidade de votarmos conscientemente. Jamais o fizemos, pelo menos eu. Sempre votei no menos ruim, na esperança de barrar o caminho de conhecidos aventureiros. Também não fomos unidos o bastante para eleger representantes de nossa classe (ciume,inveja...). Estou certo, porém, de que o seu nome poderia unir-nos. A grande maioria de nós pensa exatamente como o senhor. Gostaria de ter a sua concordância para começar a levantar essa possibilidade junto a nossa gente. Uma legião de civis também o admiram, e seram a garantia de expressiva votação. O que tem a perder? Fique conosco aquí na taba. Receba minha sincera admiração.

Carlos Baptista


De: Antonio Sepulveda <antonio.sepulveda*comcast.net>
Data: Quinta, Julho 7, 2005 10:14
Assunto: Re: Mensagem do Olavo

Tendo eu sido vítima de violência semelhante, solidarizo-me com o companheiro de luta.

A guerra ainda não foi perdida. Existem muitas batalhas a serem travadas. O imenso número de cartas que recebemos mostra que não estamos sozinhos.

Um afetuoso abraço,

A. Sepulveda


De: Álvaro - Pix <arte.pix*terra.com.br>
Data: Quinta, Julho 7, 2005 10:26
Assunto: sem surpresa

Caro Professor,

Eu já temia pela sua demissão. Por isso, recebi a notícia sem surpresa.

O que mais me surpreendeu foi quando o senhor foi contratado .

Um grande abraço e vamos em frente!!!!

Álvaro Maciel

Novo Hamburgo - RS


De: Fernando Bart <bart_ucam*hotmail.com>
Data: Quinta, Julho 7, 2005 14:15
Assunto: Primeiro e-mail

Sr. Olavo de Carvalho,

Primeiramente, devo dizer que me sinto honrado e muito feliz em poder escrevê-lo, e quem sabe obter alguma resposta de tua parte.

Entretanto, o que me motivou a escrever este e-mail, foi tua demissão, covarde, do diário "O Globo". Confesso porém que, por ser assinante deste jornal, nunca entendi ao certo o que o Sr. fazia por lá... Nao sob teu ponto de vista, mas sob a ótica da direção das Organizações Globo. Mas acredito piamente que o Sr. está muito melhor longe de lá.

Outro ponto: Como leitor diário de diversas matéria nos sites "midia sem máscara", principalmente, e "primeira leitura", eventualmente, tenho notado o quão difícil é a luta pela razão e a libertação do que nos é empurrado goela abaixo todos os dias pelos mais diversos meios de imprensa no país.

Ressalto ainda que sou "classificado" como classe média alta, morador da zona sul carioca, e meu meio social é, certamente, mas bem instruído que a grande maioria da população. Entretanto, é alarmante o conteúdo dos pensamentos dos jovens de hoje em dia... Todos completamente embriagados pela propaganda "esquerdista".

Tenho um sonho, Sr. Olavo. Pretendo me formar em Direito ainda este ano (estou atrasado na faculdade por motivos particulares), e diferentemente dos outros bacharelandos, nao tenho objetivo na advocacia em si. Pretendo fazer alguma pós graduação ou mestrado em Filosofia, e desde já começo a tentar passar para o "papel" algumas de minhas idéias, onde a maioria sofreu influencia dos articulistas do Midia Sem Máscara.

Se tiveres tempo, gostaria de lhe enviar um pequeno texto que elaborei, apenas para ouvir as necessárias críticas que um primeiro trabalho sempre merece.

Sem mais,

Um abraço

Fernando Hora


De: Youssef Maleh <youssef_maleh*uol.com.br>
Data: Quinta, Julho 7, 2005 17:04
Assunto: Meus sentimentos de hoje

Olavo.

Acabo de ter dois sentimentos antagônicos hoje. O declínio nítido de lula e sua reeleição. E a sua saída do jornal da Globo. Vou ter de perder um vicio que tinha; ao acordar os sábados ligar o computador e ler sua crônica. Quanto sinto! Pôr favor, enviar-me endereços de sites de jornais que você escreve.

Assim como vimos a caída de Lula , você fez parte desta vitória e fará da que vejamos também a de Chaves. 

Olavo você sábia que Chaves vai patrocinar a Escola de samba da Vila Izabel para divulga a obra de Simon Bolívar , a seu modo, e Que possivelmente desfilará Chaves junto a escola como desataque?

Youssef Maleh

Seu grande admirador.


De: cyrozucarino <cyrozucarino*globo.com> 
Data: Quinta, Julho 7, 2005 21:56
Assunto: Sua despedida do O Globo.

Ilustre Jornalista Olavo.

Manifesto o meu apoio às colocações do nosso colega Carlos referentemente ao e-mail que lhe enviou dia 7 p.p.

Aprecio muito o seu trabalho e move-me a esperança de poder continuar acompanhando-o nas lides jornalisticas, onde quer que esteja.

Cordial abraço do

Cyro Zucarino.


De: Alexandre Ribeiro <amribeiro1971*yahoo.com.br>
Data: Sexta, Julho 8, 2005 0:49
Assunto: o globo

Sr. Olavo, li a nota no seu site a respeito da sua demissão de O Globo. Nada tenho que lhe dizer sobre um caso (triste) desses. Triste não tanto pelo senhor, creio, quanto pelo Brasil. Não digo nada. Em silêncio lhe alcanço um café, um copo d'água, a mão num cumprimento. Não porque O Globo lhe faça falta, lhe faz falta um Brasil que dê alegria. Nestas linhas, um brasileiro se solidariza.

Alexandre Ribeiro


De: Massimo Tagliavini (Credi21) <massimo.tagliavini*marisa.com.br> 
Data: Sexta, Julho 8, 2005 10:10
Assunto: Demitido do Globo? Este país está perdido

Estimado professor,

“Molti nemici, molta gloria” como dizia o nosso Duce (era um bom sujeito e morreu pobre, diferentemente do Delúbio).

O clássico mal que veio para bem. Fique nos EUA e largue de uma vez esta gentalha. O Sr. Não precisa deles.Eles é que, com o tempo, se arrependerão de ter perdido o único colaborador brilhante e independente.

Cordiais saudações

Massimo Tagliavini


De: jmeneguite <jmeneguite*ig.com.br> 
Data: Sexta, Julho 8, 2005 11:03
Assunto:

Senhor Olavo de Carvalho,

Era um grande prazer ler sua coluna no GLOBO. Recentemente descobri seu site e o MSM. Que alívio saber que não sou louco: muitos pensam como eu. Acontece que não encontro nenhum amigo para conversar sobre assuntos históricos e políticos sem interpretá-los sob viés esquerdista.

Ao ler o e-mail que o sr recebeu do Comandante Carlos Baptista, manifesto minha total concordância com o seu conteúdo. O senhor já considerou a possibilidade de trilhar os caminhos da política ? Iria se surpreender com seu eleitorado.

Um grande abraço, fique com Deus


De: Antonio Bruno <syriusbv*digizap.com.br> 
Data: Sexta, Julho 8, 2005 10:51
Assunto: DEMISSÃO DO JORNAL O GLOBO

ILUSTRE PROFESSOR OLAVO

HÁ MUITOS ANOS SOU ASSÍDUO FREQUENTADOR DO "MIDIA SEM MÁSCARA" E DO "OLAVODECARVALHO.ORG". POR ISTO, NÃO ME SURPRENDE A DECISÃO DA DIREÇÃO DO JORNAL "O GLOBO", DE DISPENSÁ-LO DO SEU QUADRO DE ARTICULISTAS.

NA REALIDADE , ILUSTRE PROFESSOR , HÁ UMA INCOMPATIBILIDADE COMPLETA ENTRE O SEU "DNA" POLÍTÍCO E O DAQUELES QUE FAZEM AS ORGANIZAÇÕES GLOBO .

NO TEMPO DO SR.ROBERTO MARINHO ELE COSTUMAVA DIZER QUE ELE TOMAVA CONTA DOS "SEUS" COMUNISTAS !...NÃO SEI , ATÉ QUE PONTO, ISTO CORRESPONDERIA   À VERDADE POIS , LUTANDO CONTRA O COMUNISMO HÁ MAIS DE 60 ANOS , NÃO ACREDITO NA POSSIBILIDADE DESSE CONTROLE.

A ORIENTAÇÃO POLÍTICA DAS ORGANIZAÇÕES GLOBO É DITADA , HÁ MUITO TEMPO, POR COMUNISTAS E POR HOMOSEXUAIS .

LOGO, PARABENIZO-O PELO OCORRIDO POIS, COMPETÊNCIA O SENHOR TEM

DE SOBRA PARA GANHAR A SUA VIDA E, AFINAL, ÓLEO NÃO SE MISTURA COM ÁGUA !...

COM MINHA SOLIDARIEDADE, RECEBA MEU FRATERNO ABRAÇO

BRUNO


De: kayus <kayus*ig.com.br> 
Data: Sexta, Julho 8, 2005 21:45
Assunto: Solidariedade !?

Excelência , gostaria de expressar meus profundos parabéns. Viver naquele jornalsinho era muito pouco para Vsa Senhoria, que no sentido real da palavra

Foi a excelência geral. Fico triste por saber que foste defenestrado por uma sociedade cooperativista ignorante, que ainda acredita em CPI's. Por falar em cpi, gostaria de saber que formação aqueles 513 picaretas, tem para poder exercer a função policial, tirando da verdadeira policia suas atribuições de policia.

E inadmissível constrangedor ver esses picaretas dando uma de Sherlock Holmes. Que Pais e este !?

Fico por, aqui desejando-lhe muitas felicidades.


De: Ubirajara Valença <usvalenca*hotmail.com>
Data: Sexta, Julho 8, 2005 22:15
Assunto: Demissão

Meu caro Olavo

Lamento, profundamente, sua demissão do "Diário Oficial do (des)governo lula".

Cordialmente, o Ubirajara Valença, seu leitor


De: Júlio Telles <julio120*hotmail.com>
Data: Sabádo, Julho 9, 2005 15:44
Assunto: 4 de Julho

Prezado Olavo de Carvalho,

O "4 de Julho" julho não é um dia qualquer. Nós, que enxergamos muito além dos horizontes de papelão criados para as operetas de meia-tigela, sabemos do seu significado. Pois foi neste 4 de julho, muito apropriadamente, que se libertaste d'O Globo. 

As independências se fazem naturalmente com contrariedades, e a sua não será diferente. Porém o preço há de ser minimizado ante as vantagens advindas da liberdade.

Mais uma vez congratulo-me com sua coragem, sua lucidez e perseverança em suas opiniões. 

Também, oportunamente, terminei de reler "Não Temerei o Mal" de Natan Sharansky. Natan conta suas agruras como ativista dos direitos humanos feito prisioneiro político na URSS , da segunda metade dos anos 70 até sua libertação e emigração para sua tão sonhada Israel em 1986. Digo-lhe, pois: Não temais o mal.

Como bem disseste Heitor de Paola em seu artigo de 07/7 no MSM, podem chamar aqueles que o admiram de Olavetes ou Viúvas do Olavo. Danem-se esses idiotas da unanimidade lulista. Considero-me, sim, um tijolo em vosso bunker, de onde nos defenderemos até o fim da mediocridade, da falsidade e da canalhice que reinam absolutas aqui ao sul do Equador.

Com votos de vida e prosperidade,

Moub Luiz Telles

luiz1155*zipmail.com.br


De: SERGIO RICARDO FERREIRA FERREIRA 
<sergiorferreira49*yahoo.com.br>
Data: Sabádo, Julho 9, 2005 20:58
Assunto: SOLIDARIEDADE

PREZADO OLAVO DE CARVALHO

ESTOU SOLIDARIO COM O AMIGO E A PRIMEIRA ATITUDE FOI CANCELAR A MINHA ASSINATURA DO JORNAL O GLOBO. DIVERSOS AMIGOS ESTÃO CANCELANDO CONTRATOS DE ASSINANTE.

ESTAMOS DE OLHO NESTE GOVERNO CORRUPTO E IMCOMPETENTE.

APROVEITE AS FÉRIAS.

PRECISAMOS CONVERSAR QUANDO ESTIVER NO RIO DE JANEIRO.

PARA MEDITAR:

--ACHO QUE O GOVERNO AMERICANO ESTÁ POR TRAS DA FUTURA QUEDA DO GOVERNO LULA. E POR COINCIDÊNCIA O MEU AMIGO OLAVO ESTÁ NO EEUU E NA VIRGINIA.

LULA SALVOU CHAVES POR OCASIÃO DA CRISE VENEZUELANA. BUSH NÃO GOSTOU E AGORA O GOVERNO LULA ESTÁ METIDO ATÉ O PESCOÇO DE LAMA.

DIRCEU SUMIU, GENOINO CAIU, DELUIBIO CHOROU , O CHINES DANÇOU E O LULA VAI PARA PQP.

FORA LULA

RESPEITOSAMENTE

COMANDANTE SERGIO


De: Márcio Righini <marciorighini*uol.com.br>
Data: Segunda, Julho 11, 2005 2:25
Assunto: Congratulações !!!

Prezado Professor Olavo,

sei que pouco tempo tive para conhecê-lo pessoalmente, mas como sempre lí (e adoro ler!) seus textos, para mim o senhor é uma pessoa conhecida.

Este fenômeno, chama-se "Olimpianos da Comunicação". Simples....eu aqui em casa, de pijamas, com meus filhos no colo, leio seus textos, seus artigos, suas lutas e batalhas e pronto... a empatia está criada... o senhor, de maneira benéfica e benévola, entra no seio de meu lar, de meus amigos e de tudo que me é particular e íntimo, pois discuto seus textos e artigos com meu pai e meus amigos. Assim, desta forma, o senhor me é para mim, uma pessoa íntima, considerando o fenômeno de comunicação acima descrito....óbvio. (lamento ter tido pouco tempo para conversar com o senhor..)

Por conta disto, abuso da impertinência de lhe congratular e congratular-me com o senhor pela sua ida aos EUA e a sua saída do "O Globo".

Lamento que lhe tenham feito tamanha desfeita, mas é assim que se mostra descência! Incomoda, aos mal-feitores, a retidão de caráter, a fé em Deus, o cultivo dos valores virís que são os únicos possíveis de sustentar uma República e, sobremaneira, a coerência e a constância. A gente atrapalha né? Parece que amando à Deus nós acusamos o maldoso, quando na realidade, acusamos o Mal e oferecemos o caminho da salvação ao maldoso, na pessoa de Cristo, nosso Senhor.

Lhe tenho verdadeira admiração! Conte comigo sempre!

Pena que o senhor está longe, mas, ao mesmo tempo, fico imensamente orgulhoso : ao menos os gringos hão de ver que nem só imbecís vivem no Brasil! (bom... o senhor indo embora, agora sobram poucos que se salvam...)

Já não basta mais crer... é precso amar!

Obrigado por tudo e não desista! Estamos solidários, juntos com o senhor nesta batalha que é de todos nós!

Até a vitória! Sempre!

Conte comigo para o que necessitar, sempre.

Ad Aeternum, Ad Sumus!

Márcio Righini

Lawyer
Loss Prevention
Security & Information Consultant


De: Dorival Oliveira Xavier <kukulka.xavier*dag.pl>
Data: Segunda, Julho 11, 2005 3:55
Assunto: Incentivo

Prezado Sr. Olavo de Carvalho,

O meu nome é Dorival de Oliveira Xavier e já troquei correspondências com o senhor a respeito das mudanças ocorridas no Leste Europeu desde a queda do comunismo.

Depois de quatro longos anos passados em Varsóvia, eis que me encontro novamente em Moscou, para minha alegria, da minha esposa e de minhas duas filhas que nos acompanham nesta jornada.

Em apenas vinte dias de estadia em Moscou, percebemos mudanças substanciais na sociedade russa. Como já havia afirmado antes, este povo não quer saber de comunismo nunca mais. A cidade de Moscou está colorida, cheia de vida (diurna e noturna), as pessoas estão trabalhando como nunca aconteceu durante o regime comunista.

As estratégias políticas e econômicas adotadas pelo governo Putin nestes últimos anos, aliadas às aspirações geopolíticas, principalmente no que diz respeito ao espaço pós-soviético da atual Comunidade de Estados Independentes (CEI), têm elevado a capacidade da Rússia no sentido de superar seus maiores obstáculos no objetivo de voltar a ser uma grande nação. Tem a ajuda do seu maior aliado estratégico - os Estados Unidos da América (EUA).

Mas estou escrevendo para o senhor não para comentar aspectos sobre este imenso país, mas para lhe dar a minha solidariedade e apoio (conte comigo para lhe auxiliar no que for possível) na possibilidade lançada pelo ex-comandante da Aeronáutica no site "Ternuma" sobre a sua pessoa. Também externo aqui a minha tristeza sobre a sua saída do jornal "O Globo". Acho que quanto a isso não deve se preocupar porque o seu site substitui muito bem aquele veículo de circulação nacional.

Respeitosamente,

Dorival de Oliveira Xavier


De: Rômulo Fonseca <tartanbr*yahoo.com.br>
Data: Segunda, Julho 11, 2005 15:18
Assunto: Sua coluna de O GLOBO/ROMULO VIANNA

Prezado Olavo,

senti falta da sua coluna de O GLOBO, de sábado. Espero que não seja nada definitivo, pois já faltam pessoas sérias e competentes no jornalismo nacional e a perda desse espaço, seria sentida pelas pessoas de bem, pelos buscadores da verdade, imbuídos da chama sagrada do conhecimento, cujo único pecado, é a volúpia de conhecer,de investigar. Favor informar a esse amigo, outros órgãos publicam seus magníficos escritos.

do amigo sincero,

ROMULO VIANNA


De: Esther Nigri <enigri*globo.com>
Data: Terça, Julho 12, 2005 3:13
Assunto: Nós é que perdemos

Caro Olavo,

Nós, seus leitores, é que saímos perdendo. E muito ..........

Como optar pelo certo, se desconhecemos o errado? Com que propriedade e embasamento podemos defender uma idéia, se dela só conhecemos um dos lados? 

Como são medíocres os que só querem ler o que já sabem; ou apenas as opiniões com as quais concordam.

Privilegiadas são as mídias que continuam a contar com a sua preciosa e culta colaboração.

Mas você pode ter certeza de que seu tempo não foi perdido. Por meio de sua coluna no Globo, nós, assim como vários de nossos amigos, tivemos a (única) chance de entrar em contato com o outro lado dos fatos, e passamos a entender um pouco mais sobre democracia e respeito à diversidade de opiniões.

Com certeza, continuaremos a acompanhá-lo no seu site.

Um grande abraço,

Esther Nigri e Osório Maranhão Aires


De: Rafael Baleroni <rbaleroni*gmail.com>
Data: Terça, Julho 12, 2005 8:47
Assunto: O Globo de Sábado

Prezado Olavo,

Sou leitor assíduo de sua coluna semanal no jornal O Globo; afinal, ela me permite iniciar o fim de semana com algo intelectualmente consistente.

Notei que, no último sábado, ela não foi publicada. Houve algo de extraordinário que tenha impedido a publicação? A situação voltará ao normal no próximo fim de semana?

Agradeço desde já a resposta.

Cordialmente,

Rafael Baleroni


De: Claudia Cozer Chinicz <ccozer*unisys.com.br>
Data: Terça, Julho 12, 2005 15:03
Assunto: Ausência

Prezado Olavo de Carvalho,

Somos seus leitores assíduos. Aguardamos todos os sábados para leitura de seus brilhantes artigos no Jornal O Globo. Ficamos muito decepcionados em não encontrá-lo em seu tradicional espaço neste último 09/07/05. Esperamos revê-lo de volta em breve. O Jornal sem seu artigo não tem a menor graça, é pura mesmice...parece aquela revista Caras.

Aproveitando este contato, gostaria de perguntar a respeito de seus livros. Moro no Rio de Janeiro e estou com dificuldade em encontrá-los nas livrarias daqui. O único que encontrei foi o Como Vencer um Debate sem Precisar Ter Razão. Comentários à "Dialética Erística" de Arthur Schopenhauer. Aliás, é impressionante como após a leitura conseguimos enxergar tão claramente exemplos gritantes. Por favor gostaria de uma indicação de onde possa adquirir outros.

Abraço cordial,

Claudia Cozer.


De: marcio peixoto <marciopeixoto*acaosocial.rj.gov.br>
Data: Terça, Julho 12, 2005 17:53
Assunto: Saída de O Globo

Caro Olavo,

Bem que eu estranhei quando não vi, no o Globo de 09/07, a publicação de sua coluna. Pensei comigo: logo agora que os escândalos começam a pipocar?

Eu, que não sou dado às paranóias das conspirações, estou muito propenso a acreditar que o "dedo invisível dos comissários" apontaram para a sua cabeça.

Uma demissão nunca é fácil, mas pode, em muitos casos, de fato representar uma libertação como você disse.

Não faltarão espaços para você ocupar, criando um oásis no meio dos furacões petistas que sopram em todas as redações tentando apagar a chama dos que dissentem e preservam a independência como você e tantos outros -poucos, é verdade - que ainda teimam em mantê-la.

Grande abraço e até qualquer página!

Marcio Peixoto


De: Otavio F. Menezes <otaviofmenezes*terra.com.br>
Data: Terça, Julho 12, 2005 21:24
Assunto: Parabens

Caro senhor Olavo de Carvalho,

gostaria de parabeniza-lo pelo brilhantismo de suas idéias, por sua inteligência, coragem e perspicácia, como também declarar que sou grande admirador da forma como o senhor entende o Brasil, o seu povo, a classe política e os movimentos políticos que aqui vem ocorrendo.

Sou economista formado pela PUC/MG, 44 anos, casado e dois filhos, cidadao típico da classe média brasileira.

Quanto a sua saída de O Globo, quem perdeu foram seus leitores, mas isto vem para mostrar muita coisa.

Parabéns por sua luta, siga em frente sempre forte. Respeitosamente, OFM

* Como se encontra em VA, se tiver oportunidade e interesse faça um tour pela regiao chamada "Virgínia Horse Country", que tem sua base na cidadezinha histórica de Middlebourg, em Loudoun County, regiao onde trabalhei como gerente de fazenda por alguns anos, na década de 90. Boa viagem!


De: Ricardo Moreira <ricardo*diniz.adv.br>
Data: Quarta, Julho 13, 2005 12:36
Assunto: Contato

Prezado professor,

sou advogado mineiro, e sou leitor assíduo de seus textos há mais de 2 anos, mas só agora tomo a liberdade de entrar em contato. Faço-o para parabenizá-lo pela coragem e, especialmente, pela retidão de pensamento, pelo uso da lógica como ninguém faz nesse país.

Gostaria também de mostrar minha solidariedade pela absurda demissão do Jornal O Globo por motivação política.

Enquanto houver homens como você, a verdadeira intelectualidade, aquela que só obedece à razão, estará protegida da extinção.

Finalmente, digo que é uma pena seu curso de filosofia não ser ministrado em Belo Horizonte.

Atenciosamente,

Ricardo Guimarães Moreira

DINIZ ADVOGADOS ASSOCIADOS S/C
www.diniz.adv.br


De: phoex
Data: Quarta, Julho 13, 2005 11:04
Assunto: Folha de São Paulo

Meu caro Professor e Jornalista Olavo de Carvalho

Os inimigos "democratas" que lutaram, segundo eles, contra a ditadura
no Brasil e não a favor do totalitarismo comunista, continuam sem admitir o
contraditório, motivo pelo qual não há mais espaço para os artigos de sua
lavra que tanto os incomoda.

A nós, seus amigos e admiradores, que só comprávamos O GLOBO aos sábados pela sua presença, vamos deixar de fazê-lo.

Solicito que nos informe em que dia escreve na Folha de São Paulo para
que passemos a adquiri-la nesse dia.

Afetuoso abraço

Gen Geraldo Nery


De: pacelli <pacelli*italiamiga.com.br>
Data: Qua, Julho 13, 2005 20:26
Assunto: Modesta homenagem

Prezado Olavo, faz tempo que parei de assinar o jornal O Globo, mas, todos os sábados, acessava o jornal online para apreciar e saborear seus iluminantes e cultos artigos. Semana passada pensei que o senhor tivesse iniciado as férias e, quase por acaso, encontrei no seu site a carta de despedida. Tomei a liberdade de publicá-la no meu site, divulgando assim os verdadeiros motivos de seu afastamento. Estou à sua disposição para difundir seus pensamentos entre a colônia italiana no Brasil.

Atenciosamente, Edoardo Pacelli

www.italiamiga.com.br


De: renataparaguacu <renataparaguacu*bol.com.br>
Data: Quinta, Julho 14, 2005 11:47
Assunto: Saudacoes

Prof. Olavo, só agora tive tempo de escrever-lhe para manifestar o apoio que lhe é devido nesta situação do Globo. E o monopólio de opinião, aos poucos, vai crescendo.

Como estão as coisas no EUA? O Sr. está lecionando em alguma instituição?

Mudando de assunto, sei que o Sr. já falou bem do jornalista Merval Pereira; mas nesta semana, diante do mar de lama instaurado, ele estava defendendo o financiamento público de campanhas políticas como método para afastar a corrupção. Não sou uma autoridade na matéria, mas cheira-me a mais um modo de meter a mão no bolso do contribuinte. Gostaria de saber o que o Sr. acha do tópico.

Cordialmente,

Renata Paraguaçu


De: João Victorio <jvp*centroin.com.br>
Data: Sexta, Julho 15, 2005 10:39
Assunto: O filósofo vai fazer falta.

Caro Professor.

Vou sentir falta de sua presença no Globo de sábado.Imaginei que o professor estivesse de férias ou acometido de cólicas de tanto rir de Zé Dirceu, Delúbio Azul et alter.

Não pensei que os moleques fossem capazes da imensa molecagem de privar-nos de obter as informações preciosas que eram tão cuidadosamente ocultas.

Quando comentava seus artigos, era chamado de paranóico ou fascista.

Desde a morte de Evandro e de Dr.Roberto, estranhava sua presença entre Elio Gaspari, Merval e Ancelmo Góes.

Um livro chamado “Notícias do planalto” de Mario Sergio Conti e a trilogia, (por enquanto) sobre os militares no poder de Elio Gaspari mostram bem de onde vieram seus antigos colegas.

Agora, estamos sendo manobrados com a dúvida se Lula sabia ou não. Belo estratagema que diz subliminarmente: O povo foi enganado, mas o operário metalúrgico também.

Enfim, desejo-lhe uma boa estadia na Virginia, com deliciosos presuntos e tardiamente um lindo 4 de julho.

De seu leitor, agora via blog.

João Victorio Maciel


De: Leo <noirmetal*hotmail.com>
Data: Sábado, Julho 16, 2005 10:37
Assunto: foi com profundo pesar...

Foi com profundo pesar que eu li em seu site que não mais iria ler sua coluna dos sábados no jornal "O globo".

É com profundo pesar que digo através deste e-mail que não mais conseguirei compreender os verdadeiros bastidores deste teatrinho de marionetes, pois sem sua tutela, como irei entender o que realmente acontece aqui no Brasil e fora dele, no que concerne ao avanço do socialismo?

É com profundo pesar que lamento a sua saída do jornal "O globo", pois não mais irei ler as suas colunas e assim presenciar e conseguir identificar a verdade por de trás de todo este aparato teatral. É com profundo pesar que afirmo que a sua saída foi injusta e arbitrária, o que prejudica a todos aqueles que querem a verdade e não uma representação dela.

Minhas sinceras estimas,

Leonardo de Abreu dos Santos

Petrópolis-RJ


De: Rodrigo Moglia <rodrigo*coradini.ind.br>
Data: Sábado, Julho 9, 2005 12:03
Assunto: demissão

OLAVO.

LEMOS TUA COLUNA NA ZH,

NÃO ESMOREÇA,

O BRASIL PRECISA DE TI.

UM FORTE ABRAÇO

Rodrigo B. Moglia

Produção de Sementes - Coradini Alimentos Ltda

Representante Fertilizantes Piratini

Bagé – RS

rodrigo*coradini.ind.br


De: Ricardo de Amorim
Data: Sábado, Julho 16, 2005 14:12
Assunto: Nova coluna (solicitação sobre).

Ilmo Dr Olavo de Carvalho,

Tomei conhecimento que VS encerrou o contrato de publicação de coluna em "O Globo". Sou assinante do referido jornal e fui assíduo leitor dos artigos de VS . São sensatos, muito bem escritos, seriamente fundamentados e seguindo uma lógica que só eméritos filósofos são capazes de produzir.

Imagino que irá escrever em outro periódico. Se possível, tenha a bondade de informar-me o dia da semana e o jornal ou revista em que manterá nova coluna.

Grato pela atenção, desejo a VS saúde, paz e prosperidade.

Ricardo de Amorim


De: Jorge Bernardo FAbri <jbfabri*ugf.br>
Data: Segunda, Julho 18, 2005 11:43
Assunto: Onde?

Prezado Filósofo. Já há duas semanas que não encontro seus exemplares textos na edição de sábado de O Globo. Seria já a mordaça aplicada por este desgoverno pífio e corrupto?

Cordialmente,

Prof. Jorge Bernardo Fabri

Secretário do Mestrado e do Doutorado em Educação Física

PPGEF-UGF


De: oscavalcantis <oscavalcantis*rjnet.com.br>
Data: Segunda, Julho 18, 2005 16:02 pm
Assunto: Cade seus artigos?

Prezado Olavo

Minha mulher e eu somos seus leitores permanentes aos sabados no jornal O Globo. No entanto, não saiu seu artigo nas últimas duas semanas. Se voce estiver de férias menos mal, mas se voce não vai escrever mais. precisamos ser informados do que houve.

Seus admiradores

Suzana e Flavio Cavalcanti Jr

E-mail: oscavalcantis*rjnet.com.br


De: Marcus Vinícius Fernandes Dias 
Data: Terça, Julho 19, 2005 21:46
Assunto: Sorte sua...

Caro Olavo,

em 1995, eu creio, por sugestão do Paulo Francis comprei seu livro, O Imbecil Coletivo. À época eu tinha 17 anos e era calouro na UERJ- Engenharia. Movido pela curiosidade, confesso, fui um dia assistir uma aula sua na Faculdade da Cidade. Queria ver que cara era esse que escrevia coisas sérias, inéditas no cenário nacional, muito bem fundamentadas e, se me permite, engraçadas. Adolescente, saí de lá e fui tocar minha vida... Resumidamente larguei a engenharia, fui cursar letras na minha cidade natal, São João del Rei, e esse ano concluo o curso médico pela Universidade Federal Fluminense. Soube de sua saída do O Globo. Imagino que não deva estar sendo fácil, sobretudo agora nos EUA, para você e sua família. No entanto quero que saiba que há malas que vem para o bem (carioquismo corrente em tempos de mensalão). Você se livrou do ar infectado do país. Se livrou da choldra esquerdista que assola o nosso país de forma quase que genética. Gostaria de lhe agradecer, no entanto, não pela possibilidade que me foi dada _eu menino do roça, uai_ através dos seus escritos de me ver livre da visão marxista_esse modo de vida maléfico_incutida desde o ginásio por professores de geografia, história e afins. Gostaria, antes, de te agradecer por me apresentar, naquela noite em que fui assistir uma palestra sua na Faculdade da Cidade, ao Nosso Senhor, o Cristo. Quero deixar claro que não há aqui qualquer pieguice, à la Maritain, mas gostaria de te agradecer, sinceramente, por esta oportunidade de, por meio da razão, como queria o Angélico, de conhecer, ou pelo menos reconhecer, a existência do bom e generoso Pai Eterno. Fique com Deus e muito, mas muito obrigado mesmo, por essa oportunidade.

Um abraço,

Marcus Vinicius Fernandes Dias


De: Denys <denys*paratidecor.com.br>
Data: Terça, Julho 19, 2005 16:54
Assunto:

Prezado Sr. Olavo,

Como leitor assíduo de sua coluna tenho notado a sua ausência ultimamente, o que houve? O Sr. não escreve mais no Globo?

Atenciosamente,

Denys Darzi


De: Fabio <f.tagliavini*uol.com.br>
Data: Quarta, Julho 20, 2005 20:38
Assunto: Uma pena.

Caro Dr. Olavo , admirador que sou de suas obras , artigos e palestras em muito me chateou sua saída do Globo .Peró, vide por outro prisma , não tens mais que escrever em publicação comprada pelo BNDES.Sempre quis o senhor fosse colunista do 'estadão' , entretanto não sei qual o motivo de tal fato não ter ocorrido , visto que lá estaria livre para escrever suas precisas opiniões.

Aqui no hemisfério sul podes ter certeza que estaremos honrando pessoas como o senhor , e não nos intimidaremos perante os idiotas que se escondem atrás se uma carteirinha , para impor a ditadura vermelha.

Espero que esteja tudo bem com o senhor ai na parte de cima .

Best Regards,

Fabio Tagliavini Neto.


De: Eduardo Monteiro <emonteiro*newtruckrio.com.br>
Data: Qua, Julho 20, 2005 00:40
Assunto: Re: . Olavo de Carvalho demitido

Que merda! por esta não esperava. Como sabes sou assinante do jornal e neste sábado notei a falta da coluna do Sr. Olavo. Era só o que faltava! Realmente uma voz destoante, mas para mim muito importante!'Só falta estes imbecis do globo, "saírem"com o Arnaldo Jabor, grande Jabor!

Fora rede globo.

Eduardo Monteiro

New Truck Rio
www.newtruckrio.com.br


De: André Luiz Fernandes Oliveira <andreluizfo*hotmail.com>
Data: Qua, Julho 20, 2005 7:09 pm
Assunto: Sumiu

Caro Olavo de Carvalho,

Uma das colunas do jornal O Globo que faço questão de ler aos sábados é a sua. Mas pra minha surpresa não estão mais lá. O que aconteceu? Está de férias? Logo nesse momento de efervescência no país.

Me identifico muito com suas opiniões e colocações, não que concorde sempre, mas mesmo assim gosto como são feitas.

Interessante que comecei a ler suas colunas a partir das cartas de leitores. Era tanta gente "batendo" em você, que fui ler sua coluna e nunca mais deixei. Virou um vício, ler e comentar com os outros. Sempre que posso indico sua coluna pra amigos.

Parabéns pelo trabalho e luta contra a cegueira de certas pessoas.

Um grande abraço e na esperança de sua volta às colunas,

André Luiz


De: <LGMaiaCruz*aol.com>
Data: Quinta, Julho 21, 2005 20:32 pm
Assunto: COLUNA NO O GLOBO

NOBRE PROF.:

SOU SEU LEITOR E TENHO SENTIDO SUA FALTO AOS SÁBADOS NO JORNAL O GLOBO. O QUE ACONTECEU?

SAUDAÇÕES,

MAIA CRUZ


De: lecticcia
Data: Quinta, Julho 21, 2005 18:34
Assunto: Saída do Jornal O GLOBO

Prezado Senhor,

escrevo-lhe, em momento não muito alvissareiro, suponho, pois somente hoje vim a descobrir q o Sr. foi demitido, de forma ignominiosa, a meu ver, do Jornal O GLOBO.

Até este data, acreditei estar o Sr. em gozo de férias, e aguardava seu retorno, posto crer q no Brasil, hoje, confio unicamente em 3 articulistas, o Sr., o Sr. Elio Gaspari e o Sr. Claudio Humberto.

Ao resto da imprensa, reputo-a e qualifico-a como mera repetidora de notícias previamente manipuladas, sem base e sem verdade intrínseca.

Sinto-me realmente ultrajada, posto não crer na desculpa que utilizaram para justificar este ato indigno e pérfido contra uma pessoa como o Sr., q sempre primou pela educação e pela polidez com q tratava a todos, inclusive, detratores e inimigos.

Enfim, ainda q digam q estou sofrendo de teoria da conspiração em altíssimo grau (vide o filme com Mel Gibson), creio, piamente, ter sua saída abrupta, total relação com o fato de q, já q toda a imprensa brasileira e, por tabela, todo o país, desconhecem (ou querem desconhecer), a relação insidiosa e maléfica q existe entre o PT (do qual faz parte toda a canalha com q podemos divertir-nos agora na TV Senado), e os grupos integrantes do Foro de SP; não interessaria, haja vista a esperança q o PT e o Presidente tem em q continuarão com seu projeto de poder perpétuo, q o Sr. desnudasse o véu torpe desta associação (para mim, verdadeira formação de quadrilha).

Ocorre q, com esta saída do único articulista q atacava de frente estas baixezas, me sinto cada dia mais orfã, e pior, cada dia mais desesperançada de q os malfeitos deste partido iníquo venham a ter fim.

Finalizando, realmente sentirei falta de seu artigo, q era como uma companhia lúcida na minha manhã de sábado.

Espero ter a oportunidade de lê-lo, ao q posso aperceber-me, no Observatório de Imprensa, daqui por diante.

Cordialmente,

de uma sua fã.

Ana Lecticcia Novoa


De: carlos pereira <carlosrp2001*yahoo.com.br>
Data: Sab, Julho 23, 2005 10:38 am
Assunto: sua demissão de O Globo

Meu caro filósofo.

Muito embora não tenha ficado surpreso, lamentei a sua demissão. agora os sábados ficarão sem a sua coluna.perdemos todos.mas ao contrário de outros leitores continuarei assinando o jornal, até para poder alertar  minha filha sobre as mentiras que lotam aquelas páginas.

Receba deste seu leitor e sincero admirador um forte abraço.

Carlos Pereira


De: Tapuan*aol.com
Data: Sex, Julho 22, 2005 1:04 pm
Assunto: Vc tinha razão....

Oi, Olavo:

É Rubia Coelho, quem aqui escreve. Estivemos conversando (eu, Cid, Tânia Só, Amélia e outros que vc não conhece) e me sentí na obrigação de vir pedir desculpas oficiais a vc, pois teve alguns momentos, lendo seus artigos no Globo, que achei que exagerava, que poderia estar "paranóico", de tanto que vc falava no Foro São Paulo, nas Farc, nos extremismos lulianos e petistas. Achei que não era possível ser tudo aquilo e que vc poderia estar vendo coisas onde não havia nada. AGORA, INFELIZMENTE, tenho de admitir: VC TINHA RAZÃO!!!!! Sua saída do Globo só serviu para confirmar o que vinha alertando há tanto tempo: está sendo preparado (ou pelo menos pensam que estão preparando) um golpe no país, que inclusive abarca América Latina e que tais. A esperança é que o Brasil é tão louco, que eles não contavam com um Roberto Jefferson e as várias ex-mulheres que aparecem todos os dias para falar mal dos ex maridos e contarem suas falcatruas. Cuidado com as mulheres!!!! Elas podem ser as piores inimigas, principalmente se tiverem sido abandonadas ou deixadas à pp sorte! Então, é isso. Desculpas pela minha ignorância, pela minha desconfiança em sua saúde mental (!), pela minha inexperiência, pela confiança em todos os "bonzinhos" que aparecem na política (mesmo assim, não votei no Lula, posso dizer agora com orgulho. Cheguei a ficar envergonhada na ocasião das eleições, já que o Brasil todo estava votando nele, todos os "pensantes", "intelectuais", "esquerdistas", etc.). Obrigada pelos ensinamentos obtidos durante tantos anos. Esteja bem, fique com Deus, proteja-se. Abraços, Rubia.


De: Ricardo Lacerda <ric_lacerda*yahoo.com.br>
Data: 26/07/05
Assunto: Não esmoreça

Prezado Professor Olavo:

A sua demissão do Globo não causa nenhum espanto; causa sim uma  sensação temporária de impotência diante de mais uma demonstração didática do "Imbecil Coletivo".

Continuaremos a ler seus escritos enquanto for possível em qualquer jornal. Leremos seus escritos se e enquanto for preciso no seu site, pois é humanamente impossível ao "Imbecil Coletivo"  controlar a Internet.

Sou otimista.O atual estado de coisas é temporário.Não esmoreça.Assim como as obras do poeta espanhol o ajudaram a passar momentos tenebrosos na sua vida, seus escritos e ensinamentos ajudam a suportar melhor estes momentos em que a ditadura  do foro (minúscula , mesmo) de São Paulo parece não ter limites.

Em termos práticos, lamento apenas o golpe pessoal na perda de uma fonte de renda. Espero que o problema se equacione logo.

Aproveitando, seria interessante ter as aulas de Filosofia disponíveis em DVD.

Agradecendo,

Do leitor,

Ricardo Woods de Lacerda


De: Eduardo Mauroy <mauroy*ig.com.br>
Data: 01/12/1996 23:42
Assunto: Obrigado

Sr. Olavo de Carvalho,

Agradeço do fundo de meu coração pelas colunas que iluminaram meus sábados e me ajudaram a refletir e pensar de maneira diferente da grande massa de idiotas, corruptores e corrompidos que nos cerca e nos priva de liberdade de expressão. Aproveite suas férias em terras mais hospitaleiras e desenvolvidas. O Sr. tem toda razão: O Globo que se dane! A Internet é nossa!

Um grande abraço de um grande admirador,

Eduardo Mauroy


De: Anna Lucia Amarante <annalucia.amarante*gmail.com>
Data: 24/07/2005 13:59
Assunto: Dispensa de Olavo de Carvalho

Vejam, gentem! Olavo de Carvalho foi mandado embora do jornal " O Globo". Já havia sido dispensado da revista "Época" ( que eu comprava por causa dele...) nossa, como sou reacionária...!!!!! Por isso aconselho vocês a lerem esse artigo e constatem que quem fala essas coisas precisa ser CALADO!!!!!!!!! Lembram da Soninha que disse que fumava maconha e a TV Cultura mandou-a embora porque o programa dela era dirigido aos jovens? Pois bem, TODA a imprensa tomou suas dores, o Heródoto Barbeiro, tão politicamente correto, dedicou o horário do seu programa em sua defesa e arrumou emprego para ela! Ah, bom, mas ela é esquerda... portanto, merece apoio! Cadê a imprensa LIVRE?!!!! É tudo farinha do mesmo saco????? Meu caro José Paulo de Andrade, por favor, você que é um dos poucos independentes, que não está comprometido com essa esquerdização geral, PROTESTE!!!!!!! Hoje é o Olavo, amanhã pode ser você...

Abraços

Anna Lucia Amarante


De: Mozart Lisboa <mozartlll*hotmail.com>
Data: 24/07/2005 15:55
Assunto: O Globo

Caro Sr. Olavo,

Como não tenho o menor interesse na reciclagem de papel, e como minha higiene pessoal reclama derivados mais nobres da celulose, sua saída de "O Globo" torna injustificável que eu gaste meu dinheiro adquirindo as páginas daquela porqueira.

Com a admiração de sempre,

Mozart Lisboa


De: Bento Guimaraes <tchozan*hotmail.com>
Data: 24/07/2005 16:40
Assunto: Globo

Tem muito petista perguntando onde vc foi parar. Sinal de q ainda ha salvacao nesse mundo. Eu, q nao sou petista, muito pelo contrario, tive q ir a sua pagina para saber o q estava acontecendo.

Espero q sua voz continue ecoando por nossos rincoes.

sds,

Bento Guimaraes


De: rafanelli lucckesi <lucckesi*gmail.com>
Data: Jul 23, 2005 7:24 PM
Assunto: Mídia com máscara

Caro Professor

A mídia com máscara que manipula, distorce, mente e omite, não merece que alguém com sua capacidade de raciocínio escreva para ela.

Continuo acompanhando seu trabalho pela internet e pelos veículos que ainda possuem coragem.

Um abraço

Rafanalli Lucckesi

Ex leitor da edição de sábado. A dos outros dias já não lia há muito tempo.


De: jcveloso100 <jcveloso100*ig.com.br>
Data: Jul 23, 2005 8:05 PM
Assunto: PREOCUPAÇÃO

Temos sentido com preocupação a falta de sua coluna nesses dois últimos sábados. O que aconteceu? Não querem que o senhor fale nada sobre a quadrilha que se instalou no Planalto? Querem calar a voz de um dos poucos brasileiros dignos que ainda resta nessa mídia comprada?

Em tempo: tenho procurado o seu livro "O IMBECIL COLETIVO" e infelizmente não tenho encontrado.

Aceite o nosso abraço e que o Senhor Jesus te abençoe e te guarde como também a sua querida família.


De: Horácio de Souza <horsouza*bol.com.br>
Data: Jul 23, 2005 5:53 PM
Assunto: O Globo

Egrégio filósofo Olavo de Carvalho:

Sempre considerei tua coluna em O Globo um corpo estranho, visto que as idéias defendidas por tuas palavras soavam dissonantes no meio de um jornalismo afinado harmonicamente para a execução de uma melodia pró-esquerdista. Mais pasmo ainda fiquei ao ler em algumas oportunidades tua defesa ao direito de proteção pessoal do cidadão, porquanto o Estado não lhe garante segurança. Isso porque tanto o jornal O Globo quanto a TV Globo se pautam espontaneamente (???) em noticiar a campanha do desarmamento de modo elogioso, elevando, com a afetação costumeira, à categoria de axioma pesquisas que não conseguem fundamentar a hipótese de o aumento do número de homicídios no Brasil estar relacionado ao porte de arma por um chefe de família premido pela necessidade de amparar sua esposa e filhos. O exemplo-mor é a obra do cartunista Jaguar que é exibida quando um filme é interrompido para chamar os reclames: um sujeito é aplaudido ao jogar na lata de lixo a arma que trazia.

Agora, livre de tua presença incômoda, O Globo poderá mostrar-se uniforme em favor do aborto e da eutanásia e asseverar que a divulgação do Foro de São Paulo seja feita de uma maneira, digamos, "mais apropriada".

O Globo, todavia, falhou ao demitir-te julgando que tua defenestração da mídia restringiria o acesso ao teu pensamento. Teu saite na internet será acessado com maior freqüência por teus leitores, ávidos por informações cuja propagação é apanágio de tua coragem e caráter.

Horácio de Souza


De: Ricardo Petronio da Costa Araujo <Ricardo.petronio*rpdm.com.br>
Data: 28/07/2005 18:08
Assunto: DEMISSÃO DO O GLOBO

Caro sr. Olavo, foi com espanto que ao procurar a sua coluna dos sábados - junto com a de Dom Eugênio - as que se salvam do mar de mediocridade e mesmice, não encontrei nenhuma explicação para a ausência da mesma. Fiquei sabendo da demissão através do site do midiasemmáscara e imediatamente enviei uma carta ao O Globo, que sabia de antemão não seria publicada, pois entre outras, questionava o motivo da sua demissão de maneira não muito ortodoxa (por ser contra o casamento dos iguais ? Contra a palhaçada do desarmamento ? Denunciar antecipadamente - bota antecipadamente nisso ! - o mar de lama do PT ? Acreditar em verdades católicas ?...)

Bom, sucesso e como bem o sr. disse "O Globo que se dane".

Sds,


De: Ronald M. Maia <ronald.maia@terra.com.br>
Data: 24/07/2005 19:11
Assunto: Sua saída de O Globo

Caro amigo,

Como era o esperado,logo após sua dispensa endereçei um e- mail para a seção das cartas dos leitores,manifestando minha repulsa diante ignóbil iniciativa do editor de Opinião.

Outrossim, a obviedade aflorou de imediato,ou seja,após eles acusarem o recebimento da minha carta,cujo título era "Roberto Marinho e Olavo de Carvalho",não tive a mesma publicada.Consumou-se "ipso facto"o tipo de mídia reinante no nosso ''patropi".Tenho a absoluta convicção que com tamanha torpeza,seu curriculum se agiganta.Minha solideriedade e a da grande legião de admiradores do seu caráter e da sua inteligente intelectualidade,constituem-se,a meu juízo,no valor maior que agrega-se aos homens que como o Senhor,dignifica a espécie humana.

Naquela oportunidade,deixei consignado a constatação que apontei como uma enorme insensibilidade do jornal para com seus leitores e,que certamente estaria provocando um alvoroço de revolta no Dr.Roberto,em sua tumba mortuária.Como antes mencionado,nenhuma consideração ou resposta recebi do editor.Aliás,não esperava outra reação.Na realidade,minha intenção era de tão somente deixar consignado meu desapontamento!!!

Abraço,

Ronald


De: wallace <wallacebatista*uol.com.br>
Data: 27/07/2005 19:10
Assunto: onde está você?

Rio, RJ, em 27 de julho de 2005

Caro Sr. Olavo,

Estou sentindo falta de seus artigos no "O Globo". No seu site, o último artigo que localizei foi do dia 14 de maio. Gostaria de ler suas opiniões e comentários seu ponto sobre o conturbado momento político brasileiro. Para quem acompanha seus textos, tudo isto que está ocorrendo não é novidade.

Saúde, paz e sucesso. Com admiração,

Wallace Batista Neto - Tijuca - Rio – RJ


De: mendo castro henriques <netmendo*netcabo.pt>
Data: 26/07/2005 21:12
Assunto: solidário

Caro Olavo:

Fico solidário consigo nessa hora que O GLOBO o retirou de suas páginas. Por coincidência , sem saber da macumba globista, tinha posto link destacado para si em minha página pessoal

Abraço

Mendo Castro Henriques
http://duascidades.blogspot.com/
http://pwp.netcabo.pt/netmendo/


De: Victor de Oliveyra
Data: Tuesday, July 05, 2005 1:05 PM
Assunto: GLOBO

Prezado Dr. Olavo,

Sigo passo a passo o Mídia Sem Mascara todos os dias, não leio O Globo, pois moro no interior de São Paulo e não me interesso por esse Jornal nem pela revista Época.

Quero me solidarizar com o senhor em relação ao seu desligamento dos mesmos, mas era de se esperar uma atitude destas por parte dessa corja vendida ao que há de pior.

Tenho certeza de que suas ferias servirão para refazer sua vida, e que logo encontrará um lugar para divulgar suas claras idéias, fica para nossa felicidade, seu valioso e esclarecedor site.

Receba um forte abraço solidario,

Victor de Oliveyra


De: Antonino Teles
Data: Thursday, July 07, 2005 11:01 PM
Assunto: Mensagem do Olavo

PROFESSOR OLAVO

É POR SUA CORAGEM E INTELIGÊNCIA QUE LHE ADMIROO MUITO MAIS.  DESTE EPISODIO, COM CERTEZA, VOCÊ SAIRÁ MUITO MAIS FORTALECIDO .

Antonino Teles


De: Luiz Carlos <luizcp*centroin.com.br>
Data: 14 de setembro de 2005
Assunto: Sua Coluna no Jornal "O Globo"

Rio de Janeiro, 14 de setembro de 2005

Ilmo. Sr. Olavo de Carvalho

Prezado Senhor

Meu nome é Álvaro Pucci, leitor de alguns livros seus e, há muito, de seus escritos no jornal "O Globo".

Lamentavelmente, até dirigentes de um jornal como "O Globo", agora, não mais aceitam que todas as verdades possam ser publicadas nas páginas daquele jornal.

Há algum tempo, venho notando forte mudança na linha então adotada pelos dirigentes de "O Globo", principalmente, no que se refere a isenção e a liberdade. Assim, mesmo torcendo para que estivesse enganado, já previa que a qualquer momento iriam negar-lhe o espaço para seus comentários, críticas construtivas e elogios.

Esteja certo de que, como eu, muitos amigos estão pesarosos pela perda que tivemos com a falta dos seus corretos e proveitosos dizeres. Perdemos todos, emuito mais "O Globo". Os diretores de "O Globo", numa demonstração de baixo jornalismo e falta de inteligência, parecem não alcançar o grande mal que causaram ao jornal que dirigem! Que belo presente aos fundadores do jornal que ora completa cinqüenta anos! (?) .

Escrevi carta ao Diretor da Seção "Cartas dos Leitores" ( segue cópia em anexo), de "O Globo", na qual, como leitor assíduo daquele jornal, critiquei construtivamente e lamentei a decisão tão infeliz. Não tiveram a coragem de publicá-la! Mudaram muito e, agora, estão preferindo publicar cartas com bajulações como a recentemente enviada pelo senhor deputado José Dirceu! .

Se nem críticas construtivas e verdades incontestáveis encontram espaço nas páginas de "O Globo", o que muitos leitores estão fazendo é procurar outro jornal mais confiável. Lamentavelmente, esta é a dura realidade!

Faço votos para que não mude seu entusiasmo e continue publicando as verdades que tão poucos têm a independência e coragem de revelar. Esteja certo de que, assim, sempre contará com a nossa admiração.

Atenciosamente,

Álvaro Pucci